• Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
  • default color
  • cyan color
  • red color
  • image
  • image
  • image
  • image
Usisaúde, da Fundação Francisco Xavier, amplia e qualifica atendimento na região do Vale do Aço PDF Imprimir E-mail
Operadora de saúde eleva qualidade e número de procedimentos realizados com a abertura de novos leitos e consultórios no Hospital Márcio Cunha e consolida sua estrutura assistencial na região

A Usisaúde, operadora de planos de saúde administrada pela Fundação São Francisco Xavier (FSFX), amplia, a partir deste mês, a oferta de atendimentos e procedimentos hospitalares no Hospital Márcio Cunha (HMC), principal entidade credenciada no Vale do Aço. Entre as principais mudanças, os usuários dos planos da operadora passam a contar com novos consultórios médicos, que vão permitir dobrar a capacidade de consultas eletivas, o que irá contribuir significativamente com a diminuição no tempo de espera para marcações.

As mudanças estão atreladas ao projeto de ampliação e modernização do HMC, que teve sua primeira etapa entregue à população no último dia 25 de abril. Os novos equipamentos e as mudanças estruturais vão atender grande parte da demanda reprimida na região e ter impacto direto na cobertura da Usisaúde. “O HMC é uma das principais entidades hospitalares do País e referência para na região. Os investimentos em sua estrutura consistem também em uma estratégia de adequação para atender as demandas dos clientes da operadora, garantindo maior oferta de serviços e menores prazos nos atendimentos e marcação de consultas”, afirma Luis Márcio Araujo Ramos, diretor-executivo da Fundação São Francisco Xavier.

O HMC passou a contar com um novo Pronto-Socorro que possui duas vezes a área do anterior, além de uma nova Unidade de Terapia Intensiva que aumentou em 50% o número de leitos de UTI Adulto na entidade. Vinte novos consultórios vão permitir ampliar em 100% a capacidade de marcação de consultas médicas para os clientes da Operadora e a criação do Centro de Diagnóstico por Imagem terá capacidade para realizar 10 mil exames diagnósticos por mês, 50% além da capacidade atual. "O HMC é a única instituição da região que dispõe de UTI neonatal e pediátrica, maternidade para gestante de alto risco, cirurgias cardíacas, transplantes renais, radioterapia, hemodiálise e serviços diagnósticos especializados. São benefícios diretos para os clientes da Usisaúde", destaca Adseu Alvares de Andrade, superintendente da Usisaúde.

Referência em atendimento
A Usisaúde atua no mercado de saúde suplementar há mais de 20 anos e é responsável pelo cuidado de mais de 140 mil pessoas. A operadora é administrada pela Fundação São Francisco Xavier, instituição criada pela Usiminas para gerenciar projetos de infraestrutura em saúde e educação, Com mais de quatro mil profissionais da saúde credenciados e mais de 200 hospitais conveniados em Minas Gerais, São Paulo, Espírito Santo e Rio Grande do Sul, a Usisaúde possui uma relevante atuação na região do Vale do Aço. Criada inicialmente para atender aos empregados da Usiminas, a operadora é hoje uma das maiores do Estado e é referência para a população da região.

A Usisaúde obteve um lugar de destaque no Índice de Reclamações divulgado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). No último ano, a operadora obteve média de apenas 0,05% por mês, o que  significa dizer que a Usisaúde possui o menor  índice de reclamações entre as operadoras de grande porte (acima de 100 mil vidas). O Índice de Reclamações é calculado considerando a média de reclamações procedentes dos beneficiários de planos privados de saúde contra uma operadora nos últimos seis meses e a média do número de beneficiários da operadora no mesmo período.

Ampliação e Modernização do HMC

O Plano Diretor de Obras do HMC foi dividido em duas etapas e vai totalizar cerca de R$ 42 milhões em investimentos próprios, BNDES e aportes governamentais.

A primeira fase do projeto, que contemplou investimentos da ordem de R$ 28,5 milhões, compreende um novo Pronto-Socorro com área adicional de 2,8 mil m², uma Unidade de Observação Infantil e de Urgência Pediátrica e outra de adultos, todos na Unidade I. A Unidade terá também oito novos consultórios, sala de Urgência Clínica estruturada para casos de alta complexidade, sala para Serviço Social, além da área administrativa para gestão, suporte, treinamento e confortos médico e de enfermagem. Já a Unidade II, além da criação do Centro de Diagnóstico por Imagem (CDI), ganha também 16 novos leitos de internação, 20 novos consultórios médicos e uma nova Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com mais 10 leitos, elevando em 50% o número de leitos de UTI Adulto nas unidades.

A segunda fase do Plano Diretor – que contempla os R$ 13,5 milhões restantes – deverá ser iniciada ainda neste ano e tem previsão para ser concluída em 2015.

 

Filiadas

Fundação Vale
Sample Title
Sample Title
Sample Title
Sample Title
Sample Title
Horizontal SlideShow Module v1.8 by JT.

Enquete

Qual tema você sugere para os cursos do Ciclo de Formação Continuada?
 

banner_conspiracao

banner_parceiros